Lesbianidades em movimento: história, memória e cultura lésbica na Bahia

Lesbianidades em movimento: história, memória e cultura lésbica na Bahia

Situado no campo dos estudos de Gênero e Sexualidade, sob a égide das teorias lésbicas e feministas que em conjunto apontam a heterossexualidade obrigatória, o racismo, o sexismo e o classismo como sistemas que se enlaçam na produção dos sujeitos (Rich,1980; Wittig, 1981, Walker, 1983, Colins, 1986, Butler, 2003), esta investigação busca compreender percursos e construção indenitária de lideranças dos movimentos lésbicos brasileiros no cenário contemporâneo. O foco da pesquisa está nos fatores, sobretudo históricos e culturais, que atuam na definição das identidades lésbicas. Reconhecendo que as identidades sexuais são históricas e culturalmente específicas, selecionadas de um grande número de identidades possíveis, o desafio aqui proposto é rastrear lesbianidades, romper silêncios e traçar uma história do pensamento lésbico na Bahia, resgatando seus momentos emblemáticos de constituição, embates e definições teóricas. Todo o processo da pesquisa é pautado compromisso político com a construção e difusão de conhecimento relevante para as lésbicas e suas/nossas lutas, fato, que por si, exige uma percepção contemporânea dos sentidos atribuídos ao ser lésbica.

Coordenação: Zuleide Paiva da Silva